segunda-feira, 14 de abril de 2008

Em Fortaleza: Pão e Circo pra Galera


A prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins, adora a política do pão e circo. Ontem, aniversário de Fortaleza, a municipalidade trouxe Roberto Carlos para cantar na praia de Iracema. Quase quatrocentas mil pessoas compareceram ao local e se emocionaram, cantaram e vibraram com o rei da música. Tirando o show à parte e voltando ao que dizia, destaco acima uma charge do Diário do Nordeste publicada no domingo que enfatiza a minha primeira frase.


Fique Sabendo


Na Roma da Antigüidade Clássica, César dava à massa pobre e faminta os espetáculos vividos no Coliseu; era a chamada política do “Pão e Circo”. Ao povo fornecia-se pão, para saciar a fome, e shows de combates entre gladiadores, para saciar a mente. A massa, por conseguinte, dificilmente se rebelava contra os governantes daquela cidade, uma vez que estava alimentada tanto física quanto mentalmente. No Brasil de hoje, também acontece a política do “Pão e Circo” entretanto, ao invés das batalhas entre gladiadores e das corridas de bigas, temos nossos showmícios, nosso Futebol e nosso Carnaval, dentre outros circos. A diferença básica existente na política original é: os Romanos recebiam pão; no Brasil, a fome mata. Não é à toa que vêm acontecendo as Olimpíadas e pouco se fala sobre política, já que este acontecimento do esporte é mundial e as eleições, regionais.
Postar um comentário