quinta-feira, 29 de novembro de 2007

Jornais Populares crescem no mercado brasileiro


Destaco neste espaço outra matéria do Portal Imprensa, o qual temos notícias postadas neste blogue. Os jornais populares vêm ganhando espaço no mercado jornalístico e debanca grandes veículos de comunicação quanto ao número de impressões. Esses novos dados foram divulgados pelo Instituto Verificador de Circulação (IVC), revelando que o tablóide mineiro Super Notícia, de Belo Horizonte, alcançava o primeiro lugar do ranking no mês de agosto, com aproximadamente 300 mil exemplares diários vendidos, desbancando a Folha de S.Paulo, que obteve uma média de 299 mil.Na lista dos dez maiores jornais do país, o Super Notícia não é o único que segue a linha editorial popular. Outros títulos voltados, principalmente, às classes C e D também obtiveram destaque, como o Extra, do Rio de Janeiro, que ficou à frente do Estado de S.Paulo, e o Diário Gaúcho, do Rio Grande do Sul, que atingiu 152 mil exemplares.

Mas qual a explicação para tudo isso?

Preços baixos, muitas cores e imagens, linguagem curta e objetiva e excesso de publicidade são imprescindíveis para o sucesso das publicações populares. A indústria jornalística brasileira alcançou em 2006 uma das melhores performances dos seus últimos anos, com a circulação dos jornais aumentando 6,5% em relação ao ano anterior, o que elevou para 7.230.285 o número de exemplares diários vendidos em média no país. Este excelente resultado faz parte de uma fase de recuperação iniciada em 2004, depois de três anos de queda na venda de jornais. Tanto o período de declínio quanto esse mais recente de recuperação da circulação têm como principal razão o desempenho da economia brasileira. Os jornais populares tem a sua parcela significativa para este crescimento.
Postar um comentário