sexta-feira, 14 de dezembro de 2007

Comentário do dia: Nova Chance


Hoje, estamos estreando o blogue Comunicação e Cidadania no site da colunista Marilene Paiva. Quero agradecer pela oportunidade e desejar sucesso para a profissional. Vamos lá. O mercado de trabalho é muito competitivo e exigente. Por esta razão, na maioria das vezes, as oportunidades são raras e quando aparecem, os candidatos precisam estar preparados. Algumas pessoas tentam por meios ílicitos conseguir a sua vaga. A Ordem dos Advogados do Brasil em São Paulo (OAB-SP) está investigando uma informação de que a prova do exame nº 134, que seria aplicada no último domingo (9) e foi cancelada por suspeita de fraude, teria sido vendida para um aluno de Santo André, na Grande São Paulo, por R$ 2.500.
Segundo a assessoria de imprensa da OAB-SP, o aluno teria comprado a prova de um funcionário da Fundação Vunesp, responsável pela impressão e aplicação do exame. Com o cancelamento do exame, esse aluno teria procurado um jornal da região para apresentar a documentação que comprovava que o conteúdo havia vazado. O repórter que publicou a matéria foi chamado para depor na OAB-SP e apresentou partes da prova que o aluno teria comprado. Segundo a OAB, o documento era original.
Na Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, em Mossoró(RN), uma estudante não passou no vestibular, fraudou a matrícula do curso de Comunicação Social e foi descoberta esta semana. Segundo matéria publicada no Jornal De Fato, a estudante havia recebido a notícia do Tio que teria passado no exame. Elaine afirmou que os jornais da cidade divulgaram o nome dela. A mãe da estudante conta que a filha tem problemas de saúde. A Instituição apura o caso e deve processar ex-aluna Elaine Cristina (veja no arquivo minha análise da cobertura do caso nos jornais De Fato e Mossoroense).
A vida tá díficil, mas não é necessário pular etapas para conseguir as coisas na vida. É preciso viver uma coisa de cada vez. Não há razão e motivo para partir em busca do ílicito, do considerado mais fácil. Aliás, a humanidade vêm procurando soluções fáceis para resolver seus grandes problemas. No casamento, arranjou outro ou outra, não dá mais certo. Vamos para o divórcio. Tenho problemas afetivos, vou encher a cara pra esquecer. Ofendo pessoas e não busco reconciliação. Quero fazer faculdade e peço para os outros fazerem trabalho para mim. Por que as pessoas insistem em procurar o mais fácil? Estamos perdidos? Afinal, trabalhar e suar para conseguir o que quer não vale a pena? Vale a pena sim. Se não valesse, talvez não tivesse conseguido tudo que tenho na minha vida. Não tenho muito dinheiro. Mas tudo que consegui, foi construído passo a passo. Vivi momentos de alegria e tristeza. Mas em todas as situações, me tornei mais que vencedor. Não tenho medo de falar isso. Defendo que se você, tem uma realização e um sonho deve lutar para conseguir. Se você tem um problema, lute. Se o amor acabou no casamento, dê mais uma chance para os dois. Quem sabe a vida muda? A palavra certa é recomeçar. Vamos lutar e crer que podemos ir mais longe. A dificuldade nunca deve encarada como obstaculo maior que a pessoa, mas deve ajudar a ser a escada para o sucesso. Há sempre uma nova chance.
Postar um comentário