sexta-feira, 14 de dezembro de 2007

DEM aguarda ação judicial antes de medidas em relação à logomarca




Pouco depois da polêmica que envolveu a semelhança das logomarcas da Vale e da fábrica de sapatos Vitelli, localizada no interior de São Paulo, a discussão sobre o possível plágio de logotipos chega à esfera política. Os Democratas, antigo PFL, na busca da renovação de sua imagem, adotou uma árvore com a copa formada por três figuras geométricas como logomarca. Entretanto, o Partido Federalista polemizou a escolha do DEM, pois afirma que adota um logotipo semelhante desde a sua fundação, em 1999.
Thomas Korontai, presidente dos Federalistas, declara estar escandalizado com a cópia da marca. "Foi uma triste coincidência. As árvores não são exatamente iguais, têm cores diferentes, no entanto é uma imitação ideológica". Korontai afirma que a árvore representa o enraizamento das idéias do partido e que a copa remete aos três poderes no Brasil. "É como se tivessem clonado um filho seu. Estamos horrorizados". Korontai diz que a marca é objeto de pedidos de registro no INPI desde 2005, e que medidas legais, como a notificação à Presidência Nacional do DEM, já foram tomadas. "Aguardaremos o pronunciamento do DEM sobre o assunto".
Por outro lado, a assessoria de comunicação dos Democratas declarou que não houve plágio nem inspiração na logomarca do Partido Federalista. "Uma empresa especializada foi contratada para idealizar a marca e nunca tínhamos ouvido falar nos Federalistas. Esperaremos ser acionados pela justiça para tomar qualquer atitude", afirmou o assessor.
Fundado em 1999, o Partido Federalista não é homologado pelo Tribunal Superior Eleitoral e, portanto, não pode participar de eleições. Korontai espera conseguir o registro para o próximo ano.

Fonte: Portal Imprensa
Postar um comentário