segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

Assessoria de Imprensa evolui nos dias de hoje.


As novas tecnologias trouxeram realidades diferentes para o campo da comunicação e modificou a forma de trabalhar na profissão. A assessoria de imprensa, por exemplo, exige cada vez mais inteeligência, pesquisa, conhecimento aprofundado do cliente e dos veículos de interesse. Os releases continuam sendo válidos, mas a sua eficácia não depende apenas de bons relacionamentos com as redações.


O professor da USP, Wilson Costa Bueno, em artigo para o Portal Imprensa, resumiu a idéia que quero trazer.


"O assessor de imprensa não é mais um mero produtor de releases (será que o bom assessor de imprensa se reduziu a isso algum dia?) , mas um estrategista, um gestor de informação (e você achava que só o seu "baita" texto e o seu faro iriam segurá-lo a vida toda?) A fase romântica ("deixa comigo que eu falo com o colega da redação e resolvo esta parada") ficou para trás. A boa assessoria, a assessoria de imprensa ética (que são as únicas que interessam) exigem profissionais competentes e comprometidos com o interesse público. "
Postar um comentário