segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

Comentário do dia: Seres humanos como cobaias


Ontem, assisti uma matéria no Fantástico da TV Globo, pesquisadores do Rio Grande do Sul anunciaram esta semana que vão estudar os cérebros de jovens envolvidos em crimes bárbaros para buscar a resposta. Antes mesmo de começar, a pesquisa já virou polêmica. Os pesquisadores de Porto Alegre querem examinar 50 jovens, entre 15 e 21 anos, numa máquina que faz a ressonância magnética funcional. Ela mostra o cérebro em funcionamento. Com este exame, o grupo de cientistas espera descobrir o que há de diferente no cérebro de um jovem homicida.

Quero abordar o assunto para dizer que sou contra a qualquer tipo de pesquisa inovadora que submete o ser humano a condição de cobaia como rato. Especialmente, tratando-se de pessoas consideradas marginalizadas pela sociedade em virtude dos atos que cometeram. Se a pesquisa tivesse um amparo de auxílio na recuperação desses jovens, mas a finalidade é diagnosticar a mente de um criminoso, provando que é uma característica genética.

Que ridículo! Quer dizer por que eu nasci com atrofia do lobo-frontal no cérebro tenho tendência a um comportamento assassino. Ainda querem utilizar o DNA desses seres humanos para comprovar ainda mais a experiência genética. Para mim, esta pesquisa não tem fundamento para bem humanidade e da ciência. Mais ridiculo que isso! É 90% dos brasileiros serem a favor a pesquisa em uma enquete de programa de rede nacional de TV. Tenha paciência.


Everton Lima é jornalista
Postar um comentário