terça-feira, 29 de janeiro de 2008

Jornalistas americanos querem deixar seus veículos


Calma! Não é um ínicio de recessão econômica e nem demissão em massa na imprensa. Apesar dos Estados Unidos não viverem um bom momento econômico. Uma pesquisa divulgada pelo professor Scott Reinardy, da Ball State University, afirma que 25% dos jornalistas, que trabalham na imprensa impressa dos Estados Unidos, pretende sair das redações e se dedicar a outras atividades. Entre os principais motivos que impulsionam os profissionais a desistirem dos seu locais de trabalho, estão os baixos salários, os longos turnos e o stress.


Olha, se fizerem uma pesquisa aqui no Brasil, vão constatar uma situação semelhante. Segundo a pesquisa, os que declararam querer parar de trabalhar no jornalismo impresso, não necessariamente deixarão a indústria da mídia. Eles desejam voltar a estudar, trabalhar como freelancer ou entrar em uma empresa de relações públicas. Alguma semelhança com a sua realidade não é mera coincidência.
Postar um comentário